Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus?

0
28
Série ROI em Segurança – Parte 2 Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus?
Série ROI em Segurança – Parte 2 Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus?
Série ROI em Segurança – Parte 2 Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus?
Série ROI em Segurança – Parte #2 : Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus?

Série ROI em Segurança – Parte #2: Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus?

Dando sequência à série ROI em soluções de segurança, hoje o Blog do TI abordará o tema: Como calcular o retorno sobre o investimento no meu antivírus.

Apesar de existir muita discussão a respeito da efetividade das soluções de antivírus em um cenário onde as ameaças são cada vez mais modernas, é inegável que este tipo de ferramenta continua tendo um papel extremamente importante dentro da arquitetura de soluções de segurança de uma empresa.

Em uma estrutura composta por servidores e máquinas conectadas, o antivírus é o responsável por proteger o chamado Endpoint, que são quaisquer dispositivos dos usuários finais. É seu papel bloquear o acesso de vírus e malwares que possam ser contraídos por uma navegação sem controle na internet ou pelo uso de dispositivos, como pen drives, que possam estar “contaminados”.

Investir em uma ferramenta de segurança da informação é, muitas vezes, visto como comprar um seguro: o retorno financeiro só é percebido quando algo de ruim acontece. Usando o seu antivírus de mercado, o AVWare, como exemplo, a BluePex dá algumas dicas para que o gestor de TI possa demonstrar o retorno sobre o investimento neste tipo de solução.             

Retornos Diretos

  1. Monitoramento de Skype – O uso do Skype como ferramenta de comunicação é uma excelente forma de reduzir custos com telefonia e aumentar contato com parceiros/clientes. Porém, algumas empresas bloqueiam o uso desta ferramenta por entenderem que ela gera ameaças à rede e perda de produtividade utilizando uma ferramenta eficaz para outros fins que não seja a empresa.O AVWare disponibiliza o recurso de monitoramento de Skype, que garante que o uso da ferramenta com segurança. Ao liberar seu uso para a comunicação, a economia aparecerá de forma quase imediata na conta de telefone além do aumento da produtividade através de um contato mais ágil com parceiros e clientes. Esta economia pode ser vista como um retorno sobre o investimento feito no antivírus.
  2. Investimentos em hardware – Alguns antivírus de mercados são famosos por serem “pesados”, ou seja, ocuparem muito espaço e processamento, o que deixa os computadores lentos. A consequência é que a empresa se vê obrigada a investir em memórias, ou até mesmo em novos computadores e servidores.Alguns antivírus, como o AVWare, vêm quebrando este paradigma por serem extremamente “leves”. Ao optar por este tipo de solução, o gestor pode colocar em sua conta de ROI quanto teria que investir em hardware para oferecer alto desempenho aos usuários caso optasse por outro antivírus.

Retornos Indiretos

  1. Ganhos de produtividade – É possível afirmar com segurança que uma empresa que usa um antivírus é mais produtiva. Isso porque o número de paradas de equipamentos motivadas por vírus e malwares acaba tendo uma redução drástica com possibilidade de ser nula.Se a empresa opta por uma solução de alto desempenho, como o AVWare, que foi recentemente reconhecido por organizações conceituadas como o Virus Bulletin como um dos mais eficazes do mundo, o ganho tende a ser ainda maior. Ter um antivírus com 10% a mais de proteção que outros parece pouco significante, mas a diferença pode ser vista na ponta do lápis, quando se avalia o número de malwares captados no longo prazo.

Podemos imaginar uma empresa que possui em média 100 incidentes de malwares por ano, e que a cada incidente temos uma queda de produtividade e aumento de custo durante 1 semana devido à infecção. Se conseguirmos reduzir em 10% o número de incidentes, o ganho financeiro é bem expressivo!

  • Gestão produtiva – os ganhos de produtividade obtidos dentro do departamento de TI também devem ser avaliados na hora de se apontar o ROI de uma solução de antivírus.Ferramentas com uma plataforma de controle amigável e completa, e que são focadas nos malwares, garantem facilidade na gestão. Com as informações necessárias para agir em mãos, o gestor pode focar seu trabalho e de sua equipe em outras atividades estratégicas. E, sem dúvida, tempo é dinheiro.

Redução de risco

O fator de redução de risco também deve ser considerado na hora de adquirir um antivírus. Para calculá-lo, é preciso estimar quanto custaria para uma empresa ter um computador parado em razão de um malware.

Atualmente temos uma grande quantidade de empresas ficando 100% paradas devido à vírus que sequestram dados, este tipo de ataque é mundialmente conhecido como Ransomware. Neste caso, é fácil mostrar como um antivírus é um valor muito menor que 1 dia da empresa parada.

Existem algumas formas de fazer esse cálculo mas, de uma forma simples, basta verificar qual  o custo de uma hora de inatividade de um profissional, que ganha X Reais por Y horas trabalhadas. Na sequência, multiplique este valor por uma estimativa de horas de parada ocasionadas por vírus e malwares. Você chegará a um valor referencial que pode ser usado como retorno sobre o investimento.

No próximo capítulo da série, abordaremos como o gestor pode mensurar o ROI de um Firewall UTM. Fique ligado!


Fale com a BluePex®
Texto: Marketing BluePex®